Como evitar a contaminação do combustível e o desgaste prematuro de peças?

Quem trabalha na estrada sabe: é preciso estar atento à pista e também às condições do veículo. O Diesel contaminado é uma das principais causas do desgaste prematuro de componentes do sistema de injeção. 
Por isso, é preciso ter cuidado com o que entra no tanque. Da refinaria, passando pelo tanque do veículo até o seu consumo final, o Diesel passa por diferentes etapas. Ter segurança sobre cada etapa do processo é uma garantia a mais para um combustível de boa qualidade. "Os contaminantes mais comuns do Diesel são a água, as micropartículas e o uso indevido de combustível misturado" .

A presença de água no combustível pode ter origem: 
- Na condensação dentro de tanques, devido à variação de temperatura. Este processo pode ocorrer no armazenamento e no uso; - Na utilização de combustível de qualidade não reconhecida, com potencial presença de água; 

- Na limpeza imprópria de tanques de transportes e armazenamento, deixando água em seu interior. A presença de micropartículas no combustível pode ter as seguintes origens: 

- Quando entram no sistema por meio de tampas mal vedadas ou respiros sempre abertos. Isso pode ocorrer no armazenamento e no uso; 

- No uso de filtros inadequados ou saturados, que já não impedem mais a entrada de micropartículas abrasivas; 

- Na utilização de tanques de transporte e armazenamento corroídos e enferrujados, contaminados com pó. O combustível indevido pode ter as seguintes origens: 

- Na utilização de um nível de mistura de biodiesel maior que o permitido pela legislação do país ou combustível de qualidade não reconhecida; 

- Na mistura com produtos não recomendados, como por exemplo, metanol, querosene, entre outros. Para evitar a contaminação e impedir que o funcionamento do veículo seja prejudicado pelo Diesel contaminado.


Esses micro-organismos (bactérias, fungos e leveduras) só são visíveis ao microscópio e se desenvolvem entre a água e o combustível. 

À medida que se multiplicam, começa a surgir uma massa marrom ou preta como citado acima, conhecida como “borra”. Localizada na divisa entre o diesel e a água, ou depositada no fundo do tanque, a borra causa entupimento de telas, filtros e corrosão.